La Bête (O Bicho)

Wagner Schwartz (SP/Paris)

Mostra Artística

GOETHE-INSTITUT

19 e 20 de agosto (sábado e domingo), 18h | Entrada franca
Senhas distribuídas uma hora antes do início

Schwartz manipula uma réplica de plástico de uma das esculturas da série “Bichos” (1960), de Lygia Clark. O objeto permite a articulação das diferentes partes do seu corpo através de suas dobradiças. O público será convidado a participar.

Realizado com o apoio do Fórum Internacional de Dança (FID) / Território Minas.

QUEM É
Wagner Schwartz nasceu em Volta Redonda, Rio de Janeiro, em 1972. Seus trabalhos coreográficos são fortemente influenciados pela literatura. Cada qual problematiza as experiências do estrangeiro entre línguas, culturas, cidades e instituições através de um procedimento definido por ele como “dramaturgia da migração”. Schwartz vale-se dos modos de composição de texto, som e imagem para fazer visível a fisicalidade de seus experimentos. Selecionado pelo Rumos Itaú Cultural Dança em 2000/2001, 2003/2004, 2009/2010 e 2014, seus trabalhos são citados em publicações dentro e fora do Brasil. Criou o espetáculo solo “Piranha”, ganhador do prêmio APCA de Melhor Projeto Artístico de 2012. É artista residente do Festival de Curitiba em 2016, 2017 e 2018. Na Europa, criou peças em colaboração com Rachid Ouramdane, Yves-Noël Genod et Pierre Droulers. Vive em São Paulo e Paris.

FICHA TÉCNICA
Criação, performance: Wagner Schwartz | Luz: Diego Gonçalves