Foto: Ana Clara

Máquina de Desenhar

Michel Groisman (RJ)

Mostra Artística

GOETHE-INSTITUT

26 e 27 de agosto (sábado e domingo), 15h às 18h | Entrada franca

Em geral uma máquina serve para nos ajudar a alcançar um resultado esperado, não é? Entretanto, no caso da “Máquina de Desenhar”, não é isto o que acontece, pelo contrário: a “Máquina de Desenhar” nos mostra a impossibilidade de termos controle sobre o resultado e, daí, nos instiga a investigarmos a como lidar com isto, refletindo sobre o que entendemos por “resultado”.

A “Máquina” é uma grande traquitana através da qual oito pessoas do público de cada vez são convidadas a interagir, criando uma pintura coletiva. Enquanto os oito participantes manipulam esta engenhoca, o restante do público aguarda a sua vez e assiste ao que está acontecendo: a Máquina em seu funcionamento absurdo, a pintura surgindo, as relações e olhares entre os participantes.

A atividade é coordenada pelo artista Michel Groisman, o criador da “Máquina”, que orienta o público no uso do maquinário e introduz os participantes nas diferentes nuances deste jogo de criar em grupo. Surge, assim, uma pintura imprevisível, ofertada aos próprios criadores. Então, um novo papel em branco é colocado para que outro grupo possa iniciar o seu desenhar.

QUEM É
Michel Groisman desenvolve um trabalho que integra dança, arte visual e jogos, desenvolvendo equipamentos para serem utilizados com o corpo em performances e propostas interativas com o público. Recebeu o apoio de diferentes bolsas: Rioarte (2004), Vitae (2002) e Uniarte da Faperj (2000), Programa Rumos Artes Visuais (1999) e Rumos Dança (2009), e Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2014. Foi premiado no 8º Salão da Bahia (2001) e com o prêmio “O Artista Pesquisador”, do MAC de Niterói (2001). Seu trabalho vem sendo mostrado tanto em museus quanto em festivais de performance, teatro e dança, no Brasil e diversos outros países.

FICHA TÉCNICA
Concepção e Realização: Gabriela Duvivier, Michel Groisman e Patricia Ceschi